O elenco “falho” dos quadrinhos que deu certo

0


Quando se têm notícia sobre o novo filme de uma série de super herói, seja ele da Marvel, da DC Comics que seja, sempre há uma grande especulação e sistematização mental sobre como seria o filme, se a historia terá uma boa adaptação, se haverá muitas cenas de ação e outros afins.

Porém, o quesito que sempre levanta muita polêmica e causa um certo alvoroço é saber o elenco que irá representar o personagem do filme. Vale a pena lembrar que quando se fala em filme de super heróis, deve-se pensar em apenas uma adaptação do enredo original pois, é claro, estamos falando de pessoas normais, pessoas comuns, e não de transposição completa dos personagens fictícios dos quadrinhos para as câmeras.

Nunca há algo 100% fiel, pois quando se trata da filmagem com pessoas reais, adapta-se algumas coisas para que ainda haja uma certa lógica para o filme, apesar que alguns se aprofundam na composição de tal filme, e outros roteiristas percebe-se que não deu o trabalho de ver a obra original. Mas o mais irônico é que os atores mais polêmicos e taxados como fracassos foram os que mais idealizaram seus personagens, deixando a vista os fãs que criticam por pura birra. Aí vai alguns exemplos:


Heath Ledger – Coringa – Batman: O Cavaleiro das Trevas

Sem dúvida um dos atores que calou a maioria das críticas iniciais ao papel.

As críticas iniciaram devido aos papeis que o ator exerceu, como o par romântico que participou na comédia romântica “10 Coisas Que Odeio em Você”, ou seja, a maioria das críticas vinham com comentários prontos como “cowboy viado” ou “cara gay”, e comentários relacionados.
Como muitos sabem, o papel de Ledger no filme o rendeu 3 Oscars de ator coadjuvante do ano, além de apresentar uma personalidade ao personagem fiel ao quadrinhos e uma certa realidade nunca vista antes em atores que interpretaram o personagem. Infelizmente Ledger morreu devido a intoxicação de remédios, nunca tendo visto o quão grande foi sua atuação.


Robert Downey Jr. – Tony Stark/Homem de Ferro – Homem de Ferro

O ator passou por períodos conturbados na vida pessoal e profissional, devido ao afastamento do elenco de várias produções devido ao seu envolvimento com drogas e bebidas, e devido a um desses períodos ser um tanto recente, muitos ainda se perguntavam se seria possível Robert exercer um papel tão grande, causando uma certa instabilidade quanto a recepção inicial do filme.

Após a divulgação do primeiro trailer, os olhos da nação de fãs que faziam piada do ator simplesmente brilharam com a atuação com interjeições como “Perfeito!”, “Nostálgico!” e relacionados.
Apesar de não ter sido premiado pelo papel, Tony Stark é um dos papeis de Robert mais conhecidos e que foi inclusive citado pelo mesmo que seria um personagem que ele gostaria de viver como tal: “Sou um fã do Homem de Ferro porque ele não é um herói comum.

Tem problemas com a bebida, é mulherengo, carismático e agradável. É um personagem rico e repleto de defeitos.”


Hugh Jackman – Wolverine – X-Men

A recepção do ator não foi tão polêmica quanto a de outros atores, porém, a recepção foi algo mais levado ao deboche, como se a atuação do ator fosse indiferente para o filme.

Digamos que foi uma rejeição mais implícita do que outros atores polêmicos, mas que gerava um certo alvoroço por parte dos fãs. Apesar das críticas, o ator exerceu o papel do mutante por mais de 10 anos e permanece como um dos atores mais icônicos e populares dos filmes de super heróis.


Christian Bale – Batman – Batman(Christopher Nolan)

O caso de Bale foi semelhante ao de Hugh Jackman, do qual não foi citado, mas Bale foi criticado pelo fato de ser inglês e por causa disso, não teria “supostos traços” necessários para exercer o papel do heroi. Antes de interpretar o homem morcego, o ator protagonizou o filme “Psicopata Americano”, em que ele exerceu o papel de um milionário que tinha compulsão em matar pessoas que possuíam mais riqueza que o mesmo, mas ainda havia o destaque neste filme de passar uma mensagem para o espectador, pelo fato das cenas em que o personagem supostamente matava suas vítimas não passar de uma mera ilusão, devido ao fato de grandes detalhes das cenas do crime desaparecerem, não ficando apenas reservado para a chacina em si.

Outro papel, esse realmente pouco antes da produção de Batman Begins, foi o de Trevor Reznik, no filme “O Operário”, um operário de fábrica que tinha transtornos psicológicos por pensar que tinha feito algo ruim, mas não tinha lembranças de tal ato, tendo que além de manter o emprego, manter sua sanidade. O preparo de Christian Bale já era bem grande, devido a exigência do preparo do mesmo, não deixando no ar a dúvida de tais filmes receberem indicação ao Oscar.

Parte de seu trabalho na composição do herói foi na do sotaque, não deixando dúvidas da plena capacidade de atuar como Batman.


Shailene Woodley – Mary Jane – O Espetacular Homem Aranha 3
A discórdia mais recente foi a escolha de Shailene Woodley para o papel de Mary Jane na futura sequência de filmes de “O Espetacular Homem Aranha”.

Há muitas críticas devido a atriz não se parecer nada com a personagem, levando em consideração a imagem acima. Vale lembrar como já foi dito acima, que não há uma transposição completa dos quadrinhos para a realidade, então nada que uma maquiagem e uma boa atuação já não seja demais.

O trabalho de destaque da atriz foi no seriado “Secret Life of American Teenager”, contando a história dramática de uma garota que engravida na adolescência, na qual os críticos de início considerou o enredo fraco. E deste enredo fraco, ela foi indicada ao Teen Choice Awards pelo prêmio de melhor atriz, por centralizar a história e conseguir chamar a atenção de todos. É claro que ainda é cedo para saber se a atuação será boa ou não, mas vamos aguardar um futuro trailer que, quem saiba, haja um pouco de atuação de Shailene.

É como já foi dito: A ficção nunca pode ser transmitida 100% exata à realidade, pois como a própria palavra diz – ficção – é algo que não existe, portanto não pode ser representado da maneira que é mostrada, porém isso nunca e jamais será definitivo para tirar o brilho de uma obra.

Um personagem tem como base determinados ideais, algo que a realidade e ficção são semelhantes e que realmente não muda. Algo que, pelo menos, pode definir ou não o quão boa é a obra é a personalidade de cada um destes super-humanos. O Coringa de Christopher Nolan é bem diferente do Coringa dos quadrinhos, a maneira de se expressar, reações, tudo como um geral, se difere do original, mas se assemelha por um único ideal: Fazer o circo pegar fogo.

Infelizmente alguns fãs são presos exclusivamente aos quadrinhos, como se aquela fosse a obra absoluta, sem pensar que os filmes podem dar uma nova visão de personagens tão icônicos. Provavelmente algo que não irá mudar, pois sempre haverá críticas por parte de alguns, o grande problema é julgar um livro pela capa, um dos maus de hoje em dia.

De qualquer jeito, independente de quem criticar e comparar o filme aos quadrinhos, é sempre bom criar expectativa e esperar que atores consigam fazer trabalhos que façam com que os olhos de muitos brilhem com ação, emoção e humor. É como dizia tio Ben: “Com grandes poderes, tem grandes responsabilidades.”.

Via: Legião dos Heróis

 


Compartilhe.

Sobre o Autor

Luan

Prazer, meu nome é Luan Santos Gonçalves, atualmente com 19 anos e aspirante ao mercado de trabalho da área de informática. O mundo geek e da tecnologia sempre me atraiu e por isso participo do site. Meu herói favorito é o Batman e minhas franquias de jogos favoritas são Sonic, Mega Man, Ace Attorney e Metal Gear Solid =)